Como transformar seu projeto de reflorestamento em algo de valor para a empresa

Doutor André Barros - Projeto de Reflorestamento da Aché Laboratórios Farmacêuticos (julho de 2020).
Dr. André Barros – Projeto de Reflorestamento da Aché Laboratórios Farmacêuticos (julho de 2020).

Olá! Neste artigo, quero compartilhar com você duas estratégias para tornar seu projeto de reflorestamento em algo de valor para a sua empresa e para as pessoas. Então vamos nessa?

Primeiro, vou mostrar o que de fato é um projeto de reflorestamento.

Logo em seguida, vou apresentar as duas estratégias que tornarão o seu projeto de reflorestamento em algo de valor.

gerenciamento de projetos

Seu projeto de reflorestamento é um passivo

Certamente, a maioria das empresas faz projetos de reflorestamento para compensar a supressão de vegetação.

Sendo assim, o reflorestamento é um passivo – uma dívida com a sociedade e com o Estado para a reparação do dano ambiental causado pela empresa.

Seu projeto de reflorestamento é (muito) complexo

O reflorestamento é um projeto complexo e não é para amadores, pois envolve riscos e dura no mínimo 3 anos para alcançar resultados.

Nesse sentido, o projeto requer conhecimento especializado e grande gasto de tempo e recursos. Ou seja, não é simplesmente plantar árvores.

Assim, quando um projeto desse tipo cai na mão do responsável pela empresa, temos aí um abacaxi para descascar por um longo tempo.

Em outras palavras, você deve cumprir à risca o Termo de Compromisso de Reflorestamento que a empresa assumiu com órgão ambiental.

Por isso, você deve seguir as estratégias que irei mostrar, pois através delas o seu projeto vai deixar de ser um mero passivo e se tornará em algo de valor.

1. Deixe o projeto com quem tem tempo disponível e expertise para realizar todo o trabalho necessário

Certamente, nenhum gestor da empresa vai ter tempo suficiente para lidar com as obrigações assumidas no Termo de Compromisso de Reflorestamento.

Assim, você precisa contratar uma equipe especializada em gerenciamento de projetos de reflorestamento que faça tudo por você.

Dessa forma, você assume apenas a supervisão dos resultados e deixe o operacional para quem tem tempo e expertise para fazer tudo rodar bem.

2. Agregue valor ao passivo com educação ambiental

Se vai gastar dinheiro para pagar a dívida ambiental, então vamos pagá-la de forma a trazer outros ganhos para a empresa. Então, coloque atividades de educação ambiental dentro do seu projeto.

Dessa forma, envolva escolas locais e engaje funcionários em ações do projeto, tais como: plantio e rega de árvores, palestras, oficinas de produção de mudas etc.

Certamente, isso vai fortalecer a imagem da empresa e transformar o projeto em um instrumento de educação ambiental.

As empresas Suape e JEEP (FCA) aqui em Pernambuco, por exemplo, ligam seus projetos de reflorestamento a programas de educação ambiental voltados para funcionários e comunidades do entorno.

Ambas as empresas têm se tornado referência nessas estratégias e a Souza Barros tem contribuído com uma delas, nesse caso, a da JEEP.

Programa de Educação Ambiental de Suape: Oficina de Restauração Florestal no Viveiro Florestal de Suape.
Programa de Educação Ambiental de Suape: Oficina de Restauração Florestal no Viveiro Florestal de Suape
Educação Ambiental JEEP
Programa de Educação Ambiental da JEEP atrelado ao Projeto Biodiversidade da fábrica de Goiana/PE.

Concluindo!

Se você precisa implantar um projeto de reflorestamento e quer que ele agregue valor para a sua empresa, então é só contar com a Souza Barros.

Dessa forma, você poderá realizar essas duas estratégias de forma correta e assim, tornar o seu passivo ambiental em um ativo para sua empresa e demais pessoas envolvidas.

já é nosso cliente?

Saiba portanto, que você já pode contar com ajuda inicial de forma gratuita para seu projeto de reflorestamento. Basta clicar no link abaixo e agendar a conversa.

Sim! Quero agendar minha conversa com o Dr. André

E então, o que você achou dessas estratégias? Elas fazem sentido para você?

Qualquer dúvida ou sugestão é só mandar as ordens.

Nos vemos logo em breve.

Com carinho,

Dr. André Barros